Será a investigação sobre alterações climáticas verdadeiramente colaborativa?

Sofia Bento, Marta Varanda, Audrey Richard-Ferroudji, Nicolas Faysse

Resumo


O artigo centra-se no estudo da interação e da troca de conhecimento entre cientistas e stakeholders na investigação para adaptação às alterações climáticas. Baseia-se numa investigação realizada no contexto de um programa Europeu denominado Circle Era-Net delineado para impulsionar a ligação entre cientistas e stakeholders, através de uma rede de pesquisa europeia que estuda as alterações climáticas. Foram entrevistados 33 cientistas, stakeholders e financiadores envolvidos em sete projetos apoiados pelo programa Circle-Med. A colaboração e a troca de conhecimentos constituíram intenções reconhecidas, mas não foram práticas observáveis nas atividades promovidas pelas várias equipas de investigação. A partir destes resultados, defende-se serem necessárias melhorias que permitam alcançar uma ciência verdadeiramente colaborativa entre cientistas e stakeholders. Neste sentido, o artigo apresenta algumas sugestões relativas à conceção de novos critérios para as chamadas de projetos de investigação, assim como à monitorização e à avaliação do processo colaborativo numa pesquisa científica e à integração das Ciências Naturais e sociais na investigação sobre alterações climáticas.

Palavras-chave


Colaboração; interação; stakeholders; cientistas; alterações climáticas

Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.